Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Caminhada do Ventor por África

As histórias de sonhos e as histórias reais que o Ventor contou ao Quico durante 12 anos. O Quico já vos contou algumas mas, umas e outras deixou-as por aqui. Elas fizeram parte da nossa caminhda

As histórias de sonhos e as histórias reais que o Ventor contou ao Quico durante 12 anos. O Quico já vos contou algumas mas, umas e outras deixou-as por aqui. Elas fizeram parte da nossa caminhda

A Caminhada do Ventor por África

Foto de capa, zebras no Revia: Elas guiam-no até Moçambique e trazem-no de volta à Grande Caminhada



leopardo.jpg

leopardo


Na sua caminhada africana, o leopardo e o Ventor estiveram frente a frente, cerca de 30 metros.


hiena1.jpg


A hiena


As hienas acompanharam, uma noite, o Ventor na picada de Nova Freixo


Eu sou o Pilantras


Tal como o Quico, caminho com o Ventor pela África. Ali cantou, como nas ruas de Luanda, uma letra a que chamaram Luanda minha! Ele cantou nas praias azuis de Nacala quando se banhava junto com as iguanas do Índico!

iguana.jpg

iguana


O Ventor recorda-se de estar sentado, à sombra de umas árvores, numa falésia rochosa duma praia de Nacala, junto com os cães rafeiros do AB5 e quase esteve com uma

iguana às costas.

Ela passou-lhe sobre a cabeça, aterrou junto dos cães, atravessou a areia da praia e entrou no oceano Indico.



O Ventor, a pantera negra e a cadeira da guerra


leopardos.jpg


A pantera negra


A pantera negra como a de Marrupa

A pantera negra, uma beleza que o Ventor e o Tavares, observaram`pelas 2 horas da manhã no planalto de Marrupa numa noite de luara fracote.


Imagem incrustada na minha massa cinzenta que nunca esquecerei.

A cadeira da Guerra


O Ventor sentado na cadeira da guerra, após a primeira grande operação da Força Aérea em Moçambique, em Julho de 1968. Descanço!!!


A cadeira onde me sento, foi a cadeira onde morreu o Tenente Malaquias



23
Nov18

A Cegonha e o Ventor

Quico e Ventor

fox-cegonha1.png

A minha cegonha, uma das coisas lindas do Ventor, em Vila Cabral

Os bidões estão cheios de areia para servirem de protecção em caso de ataques e ela gostava de subir para lá.

Aposto que não conseguem imaginar como esse lingrinhas tirou a cegonha a 18 pretos, só e desarmado. Coitados, queriam uma canja mas de cegonha não poderia ser. Ela passeava pela pista e alimentava-se nas margens. Era o meu amigo Goldfinger que a ia buscar à pista quando havia aviões para descolar ou aterrar. «Gold, vai buscar a cegonha». Lá ia ele a correr; ameaçava-a e ela batia castanholas com o bico a correr atrás dele. Quando ele a apanhava fora da pista deixava-a. «Águia - Catataus, diz ao Gold para tirar a cegonha da pista». «Gold, vai buscar a cegonha». E era feito.

Podem ver aqui todos Os Links dos meus Blogs


Fox-Gold.png

africa.jpg


Vejam como o bufo duvida se deve aterrar no Polo Norte ou se deve seguir para a África do Ventor. Será que ele quer pegar a África para me oferecer a pantera negra?

black-panther.jpg


elefantes3.jpg

Em áfrica, tudo é grande e belo

Podem acompanhar aqui, o meu menu africano


O Vetor terá sido, tal como outros, um dos últimos cavaleiros templários do séc. XX.









cavaleiro.jpg

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D